Vídeo: família de Francisco recebe doações e pai agradece colaboradores

'Desejo que Deus dê em dobro tudo aquilo que vocês me doaram, eu levantei e não caio mais', disse o homem ao receber as doações

12 JAN 2018Dany Nascimento16h33min
Foto: Wesley Ortiz

A manhã desta sexta-feira (12) foi de total alegria na casa de Francisco Assunção, 31 anos, que pediu ajuda da população para conseguir continuar sustentando as quatro filhas no bairro Tarsila do Amaral, em Campo Grande. A história de Francisco e das quatro filhas foi contada pelo TopMídiaNews na última terça-feira (9) e ‘choveu’ doações para a família.

Muitas pessoas se solidarizaram com a situação do homem, que foi abandonado pela esposa há mais de um ano. Ele contou que trabalhava, mas acabou perdendo o emprego porque contava com a ajuda da mãe para cuidar das pequenas. Porém, como a idosa adoeceu, Francisco tinha que ficar na residência no período de férias das filhas.

Ao ver o carro do TopMídiaNews chegando no local recheado de doações, Francisco abriu o portão com um sorriso no rosto e recebeu de braços abertos as doações. Muitos leitores procuraram a redação e fizeram suas doações, enchendo o lar da família de Assunção de alimentos, brinquedos, produtos de higiene e materiais para realizar o desejo do pai: colocar portas nos cômodos da pequena casa.

“Eu agradeço de coração a ajuda de todos vocês, eu estou muito feliz com essa ajuda. Quando eu já não tinha forças para continuar, as pessoas me ajudaram a levantar e agora eu só tenho motivos para continuar a vida de cabeça erguida. Eu desejo que todas as pessoas que doaram recebam em dobro, estamos muito felizes”, diz o pai.

Francisco contou ainda, que recebeu três propostas de emprego e que uma assistente social já está providenciando escola de período integral para as filhas maiores. “A assistente veio aqui e elas vão para escola integral, eu vou conseguir trabalhar. Me oferecem emprego de motorista, mas infelizmente ainda não tenho habilitação, o rapaz falou que ia ver o que poderia fazer por mim. Recebi proposta para trabalhar em uma fábrica de lápis e também uma conhecida minha, a Gisele falou que ia tentar conseguir um emprego, só não sabia ainda do que”.

Com lágrimas nos olhos, Francisco conta que muitas pessoas passaram a procurar seu endereço, oferecendo doações. “Um  rapaz veio aqui, falou que vamos construir uma varanda aqui no fundo, que vamos colocar a cozinha aqui atrás, com uma área de lazer. Me ajudaram com dois sacos de cimento já, estou muito grato pela ajuda, estou muito feliz e semana que vem eu já começo a colocar as portas na casa, vai ficar muito bom, do jeito que eu queria”.

Segundo o pai das quatro meninas, um culto será realizado semanalmente na residência. “O pessoal de uma igreja me procurou, eu aceitei Jesus na minha casa e vamos realizar uma vez por semana um culto aqui. Não que antes eu não tinha Jesus, eu sempre tive, mas agora vamos nos unir aqui uma vez por semana. Eu agradeço muito pelas doações, isso me deu mais força ainda para continuar cuidando das minhas filhas e agora eu vou poder voltar a trabalhar, que era tudo que eu queria”.

As quatro filhas de Francisco

Francisco é pai de quatro meninas e há mais de um ano, vive sozinha com elas em uma casa simples no bairro Tarsila do Amaral. Ele explica que a mãe das crianças decidiu ir embora do local e nunca mais voltou. “Ela disse que não queria mais viver comigo e não levaria as meninas. Eu falei que tudo bem, não podia obrigar ela a viver comigo, ela foi embora e nunca mais apareceu”.

Ao receber a proposta para trabalhar como servente de pedreiro, Francisco deixava as filhas com a mãe, que acabou adoecendo. “Minha mãe ficou doente e não pode mais cuidar das meninas. Eu avisei onde eu estava trabalhando, mas não adiantou, eu fui demitido. Eu não tinha com quem deixar elas, antes minha mãe cuidava, eu pagava R$ 200 e ajudava ela com algumas compras. Encontrei uma menina que ia cuidar, mas ela queria R$ 800 e mais o alimento, sendo que eu recebo um salário mínimo, não teria como. Acabei ficando desempregado”.

A pedido de quem doou, veja o vídeo da entrega:

 

hmed

Deixe seu Comentário

Leia Também