COLUNA

Pelos Cotovelos

Vinícius Squinelo

Após encontro com Puccinelli, Bernal se transforma em ‘enigma’ e irrita vereadores do PP

Presidente do partido não comunicou bancada sobre planos políticos e mantém projeto em segredo

8 SET 2017 Diana Christie, Airton Raes e Rodson Willyams 00h00min

O encontro entre o ex-governador André Puccinelli (PMDB) e o ex-prefeito Alcides Bernal (PP) deixou os vereadores pepistas perdidos e ninguém sabe dizer o que planeja o presidente regional do partido. Eles revelam que ficaram sabendo da reunião entre os dois políticos, que teoricamente são adversários, apenas pela imprensa.

Esquecidos

A bancada, que conta com Valdir Gomes, Cazuza e Dharleng Campos, está à espera de uma reunião do partido para definir possíveis candidaturas em 2018 e também para oficializar uma possível campanha de Bernal ao governo ou Senado. No entanto, até agora, tudo é tratado com mistério. O silêncio sepulcral incomoda os parlamentares, que são mantidos no escuro sobre todas as tratativas políticas do partido.

Em xeque

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), não esconde o ar de “eu avisei” ao falar sobre a revisão da delação premiada dos irmãos Batista, donos da JBS, pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Só isso?

Os integrantes da CPI das Irregularidades Fiscais da JBS também atacaram a delação premiada. O deputado Eduardo Rocha (PMDB) afirmou que agora entendia a razão pela qual Janot se recusou a receber a CPI.  “Sempre estranhamos a velocidade no qual foi homologada a delação”, disse. 

Ciumeira

Ainda sobre a CPI, os deputados que fazem parte da comissão têm pedido que a imprensa procure o relator da comissão, deputado Flávio Kayatt (PSDB). O motivo é evitar ciúmes, uma vez que ele que vai escrever as conclusões, mas as atenções têm sido focadas no presidente e vice-presidente.

Tiro, porrada e bomba

E voltando a falar sobre o projeto que inclui a Parada LGBT no calendário oficial de Campo Grande, líderes do movimento acusam o pastor Gilmar da Cruz (PRB) de insuflar a bancada evangélica na Câmara Municipal. Com apoio do vereador Papy (SD), ele que teria solicitado a votação em separado do projeto, causando confusão com Valdir Gomes e Eduardo Romero (Rede).

HMEDIC

Deixe seu Comentário

Leia Também

fabio trad