COLUNA

Pelos Cotovelos

Redação TopMídiaNews

Barrados no baile: Siufi fica de fora de comissão mais importante da Assembleia

Grande crítico das decisões da comissão, ele teve várias propostas derrubadas no ano passado

27 FEV 2018 Diana Christie, Airton Raes e Vinícius Squinelo 23h00min

O deputado estadual Paulo Siufi (MDB) bem que tentou, mas não foi dessa vez que teve a oportunidade de fazer parte da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), a mais importante no Palácio Guaicurus. O cargo costuma ser disputado, pois todos os projetos passam primeiro por lá, onde é analisada a legalidade das proposições.

‘Moiô’

Durante discurso na sessão desta terça-feira (27), na Assembleia Legislativa, ele reafirmava o desejo de participar - que já tinha manifestado na semana anterior -, entretanto, minutos antes, o líder do bloco do MDB, deputado Eduardo Rocha, havia anunciado a permanência dos deputados Renato Câmara (MDB) e Lídio Lopes (PEN) na comissão. “Siufi nem pediu para fazer parte da CCJR”, declarou Rocha, ao ser indagado se houve disputa.

Só queria votar...

Siufi declarou que tinha interesse na CCJR para impedir que os projetos fossem arquivados e pudessem ser discutidos em plenário. Grande crítico das decisões da comissão no ano passado, ele teve várias propostas enterradas antes mesmo que pudessem argumentar por sua tramitação. Agora ficou para o próximo mandato, caso ele se reeleja...

Ilustres desconhecidos I

Após Eduardo Rocha desistir de disputar uma vaga na Câmara Federal e o ministro Carlos Marun (MDB) afirmar que não será candidato à reeleição como deputado federal, o MDB ficou sem candidatos de expressão, apesar de o partido ter doze pré-candidatos ao cargo.

Ilustres desconhecidos II

Rocha brincou com isso: “eu falei para o André [Puccinelli] pra gente lançar uma chapa forte com 36 candidatos a estadual e nenhum federal. Com certeza a gente elegeria dez deputados”, brincou. 

Quem será?

Apesar do sucesso com as bases durante os encontros regionais do MDB, circula nos bastidores a dificuldade de Puccinelli conseguir um candidato a vice-governador. Os partidos estão receosos em assumir a coligação na majoritária. Até mesmo dentro do MDB está difícil, uma vez que o vice teria que ficar junto com o ex-governador até o final.

Deixe seu Comentário

Leia Também