COLUNA

Top Pipoca com Pedroka

Pedro Martinez

Bird Box: não pode olhar...

De roer unhas

20 DEZ 2018 08h56min

Fim do ano também é momento de apostar, e a Netflix aproveitará para lançar uma nova produção pra gente.

Bird Box (Caixa de Pássaros) é baseado no livro homônimo de Josh Malerman. Na história,  que nos é apresentada via flashbacks, que vão e voltam, entre passado e presente, conhecemos um pouco sobre a jornada de Malorie (Sandra Bullock). Logo de cara vemos que ela aparentemente vive numa casa perto da floresta com duas crianças pequenas e eles precisam urgentemente enfrentar uma perigosa missão que é  atravessar um enorme rio de correnteza fortíssima.

Mas tem um detalhe importante a ser seguido: eles precisam usar vendas nos olhos o tempo todo.

A chocante realidade dos personagens é viver num mundo onde são obrigados a viver vendados e não podem fazer muito barulho  para evitar chamar atenção.

Bird Box então começa a se abrir aos poucos, como uma bonequinha russa. Pedaço por pedaço as partes do filme vão se completando e descobrimos assim como os personagens chegaram naquela situação.

A partir desse evento da mulher com as crianças somos apresentados para a questão principal do longa: a população vive num futuro onde são assoladas por uma força ou entidade misteriosa que deixa quem os vê completamente transtornada a ponto de se suicidar. Aí um grupo formado por desconhecidos numa casa é mostrado. São sobreviventes reunidos na primeira casa que encontraram pela frente. É aquela famosa reunião de pessoas com personalidades complemente diferentes uma da outra. O espectador é convidado assim a embarcar na história e saber o que aconteceu com eles todos. Se no futuro vemos só Malorie e as crianças, onde é que estão e o que aconteceu com os outros?

A verdade é que este é um filme cheio de perguntas que aos poucos nos entrega as respostas. O que é a entidade? Quem sobriveu no futuro? Quem vai morrer? O que pássaros tem a ver com isso tudo?

No roteiro,  as situações e os conflitos acabam também por conseguir fazer com que o filme fique com um aspecto externamente realista.

Susanne Bier na direção mostra boas passagens e captura um bom trabalho em tomadas que mostram os personagens com vendas e olhos tapados se virarem nessa realidade caótica.

Bird Box vai empolgar pelo mistério envolvido mesmo pra quem não leu o livro ou quem chegou às cegas sem saber muita coisa da história. Em sua essência é um filme sobre o amor e a capacidade de ser amar num cenário completamente tenso e difícil de se imaginar.

5 pipocas!

O filme estará disponível amanhã,  dia 21 de Dezembro, no catálogo da Netflix.

Deixe seu Comentário

Leia Também