COLUNA

Pelos Cotovelos

Redação TopMídiaNews

Políticos apostam em ‘bairrismo’ para manipular população e garantir ascensão eleitoral

Através de campanha silenciosa, figurinhas apostam na divisão para ganhar capital político

8 JAN 2018 Diana Christie, Airton Raes e Liziane Berrocal 22h00min

Segundo maior município de Mato Grosso do Sul, Dourados também quer um lugar ao sol para nas eleições deste ano. Ao menos, é o que garantem os políticos. Uma campanha silenciosa nas ruas – porém barulhenta nos bastidores, tem feito coro para que a cidade saia do posto de vice e suplente para voos maiores. O discurso é que ‘chega de ser da Capital’. O que gera um pouco de controvérsias.

Bairrismo

Entre os senadores, por exemplo, dois dos que lá estão são do interior. Simone Tebet (MDB) é de Três Lagoas e Pedro Chaves (PSC) está no cargo, mas era suplente de Delcidio Amaral (ex-PT), que veio de Corumbá. Waldemir Moka (MDB) começou a vida política como vereador na Capital, mas também é do interior.

Representação

Entre os governadores, vale lembrar que os três últimos também saíram de municípios menores. Zeca do PT de Porto Murtinho, André Puccinelli (MDB) de Fátima do Sul e Reinaldo Azambuja (PSDB) de Maracaju. Mas é claro que a campanha tem importância para algumas lideranças em especial, como Geraldo Resende (PSDB) e George Takimoto, eleitos por Dourados e com grandes chances de aumentar o potencial político com a ideia bairrista.

De molho

E falando em Takimoto, o futuro partidário do deputado estadual continua indefinido. A análise do pedido de expulsão do PDT pela Comissão de Ética segue congelada devido ao período de férias e não tem data para ser concluído.

Disputado

Aguardando a abertura da janela partidária em março, Takimoto ainda não decidiu para qual partido irá migra. Com convites do PSD, MDB e PSDB, o parlamentar ainda avalia as possibilidades. Por outro lado, o presidente estadual do PDT, João Leite Schmidt, tenta convencer o parlamentar a permanecer na sigla, com a promessa de estrutura para a candidatura a deputado federal.

Férias para quem?

Com as fortes chuvas que caíram no final de semana na Capital, a prefeita interina Adriane Lopes terá trabalho intenso. As reclamações são constantes e ela que ficou no lugar de Marquinhos Trad, que saiu de férias um ano após assumir o mandato, já tem recebido um grande número de reclamações direcionadas a um dos principais problemas que Campo Grande enfrenta: a grande quantidade de buracos no asfalto.

Deixe seu Comentário

Leia Também