Leitor flagra criança com corpo para fora de carro na Avenida Afonso Pena

Cena repleta de irregularidades e riscos de acidente assustou quem seguia próximo ao veículo no primeiro dia do ano

2 JAN 2018Amanda Amaral14h20min
Foto: Kauê Santos Duarte

A direção irresponsável de veículo na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande, chamou atenção e preocupou leitor do TopMídiaNews, que assistiu as irregularidades cometidas. Através de fotos, ele mostra que no carro que seguia na frente do seu, uma criança permanecia parcialmente para o lado de fora da janela.

Além disso, relata na denúncia, o veículo seguia de forma arriscada na pista, por vezes, ocupando duas delas. O veículo foi flagrado na noite de segunda-feira (1º) no trecho da principal avenida da Capital, esquina com a Rua Bahia.

 “[...] Aparentemente a criança estava fora da cadeirinha, que é de uso obrigatório até certa idade. A pessoa que estava pilotando o carro estava fazendo uma direção perigosa, onde andava com o carro usando duas pistas, e em vários momentos indo para outra faixa sem ao menos dar seta, tirei algumas fotos. A criança foi com a cabeça, ora o corpo, para fora da janela, até a lateral do relógio da Afonso Pena”, diz Kauê Santos Duarte.

Infração

Segundo o artigo 168 do Código de Trânsito Brasileiro, o não cumprimento da Lei da Cadeirinha é considerado infração gravíssima. Ou seja, além dos sete pontos na habilitação, você ainda tem que pagar uma multa de R$ 293,47 e o veículo fica retido até a situação ser normalizada.

No ano em que foi implementada, em 2008, a redução do número de mortes de crianças de até 10 anos que estavam sendo transportadas em veículos chegou a 23%.

Se o condutor em questão fosse flagrado em situação de embriaguez, como sugere o relato, o valor da multa seria de R$ 2.934,70. Ainda, teria a carteira de habilitação suspensa pelo prazo de 12 meses.

Repórter Top

Você também pode enviar flagrantes, acidentes, denúncias, fotos, informações que podem virar notícia no nosso site, por meio do RepórterTop, mandando via WhatsApp pelo número: 99826-0686, ou através de mensagem pelo Facebook na aba 'Fale conosco', clicando aqui.

hmed

Deixe seu Comentário

Leia Também