Professora processa banco, ganha indenização de R$ 9,3 mil, mas não vê a cor do dinheiro

Apesar da sentença favorável, a dificuldade está em receber o valor

9 SET 2017Liziane Berrocal07h00min

A professora Maraglai dos Santos ganhou na Justiça indenização no valor de R$ 9,3 mil, após ter um desconto indevido em sua conta no banco Bradesco. Agora, ela que sofreu com a transição das contas após o banco HSBC ser vendido para a instituição bancária, trava outra luta. Apesar da sentença favorável, a dificuldade está em receber o que lhe é devido.

Professora da Rede Municipal, ela viu um desconto de R$ 1.918,98 de sua conta e não sabia o motivo, uma vez que só aparecia a “título vencido”.  Ela buscou a Justiça e, apesar de ter ganhado a causa, agora está sofrendo para receber o valor.

“Como nunca fui correntista do banco Bradesco estranhei e fui tentar resolver no banco. Sempre recebi pelo HSBC e fazia tudo por lá”, conta.

O HSBC foi vendido para o Bradesco no ano passado e, como todas as contas do funcionalismo público eram da instituição, ela se viu obrigada a fazer o mesmo. Com a migração das contas para o novo banco, as filas estavam intermináveis.

“Enfrentei horas de fila para me dizerem que a dívida existia e apenas isso. Foi aí que eu busquei a Justiça”, afirmou. E, após uma ação, o banco foi condenado a pagar o valor descontado indevidamente em dobro mais R$ 2,5 mil. Com multas e correções, o banco agora tem que pagar a ela R$ 9.371,14.

“Isso mostra que quando somos lesados, devemos sim buscar a Justiça”, incentiva. 

A assessoria da instituição bancária não se pronunciou sobre o assunto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

erro medico