Sorteio da Copa América acontece nesta quinta-feira

Depois de fracassos, seleção de Tite tem 'obrigação' de vencer torneio

24 JAN 2019CBF13h13min
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Os motores estão aquecendo para o começo da Copa América 2019! Nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro, um sorteio definirá os três grupos da competição continental. Mas antes de conhecer os adversários que estarão no caminho da Seleção Brasileira em busca do título, é hora de saber um pouco mais sobre a história deles no torneio.

Segunda maior campeã da história da Copa América, a Argentina vive uma longa seca de títulos sul-americanos. A última vez que a Alviceleste ergueu a taça continental foi em 1993, no Equador, sob o comando do lendário Gabriel Batistuta. Na decisão contra o México, "Batigol" brilhou e marcou duas vezes na vitória por 2 a 1. Mas isso não quer dizer que os hermanos não tenham feito grandes participações no torneio. Nas últimas cinco edições, foram quatro finais, e quatro vice-campeonatos: dois para o Brasil (2004 e 2007) e dois para o Chile (2015 e 2016).

A Argentina sediou a Copa América pela última vez em 2011, quando caiu nas quartas-de-final contra o Uruguai, nos pênaltis.

Pior colocada no ranking da FIFA entre as seleções da Conmebol, a Bolívia tem apenas um título da Copa América. Muito forte historicamente dentro de casa, a Bolívia chegou à final nas duas vezes em que sediou o torneio. Em 1963, La Verde derrotou o Brasil por 5 a 4 no jogo do título, conquistado após uma disputa em pontos corridos entre as sete seleções participantes. A Seleção Brasileira deu o troco em 1997.

Com gols de Edmundo, Ronaldo e Zé Roberto, venceu por 3 a 1 e conquistou o título em La Paz. Desde então, a Bolívia não ficou mais entre os quatro primeiros da Copa América.

País-sede da próxima Copa do Mundo, em 2022, o Catar é um dos dois convidados desta edição da Copa América, ao lado do Japão. É a primeira vez que o país asiático disputa o torneio continental. Com um forte projeto para o desenvolvimento do futebol local, a seleção catari já começa a colher os frutos na Copa Asiática.

Na primeira fase, foram três vitórias em três jogos, com 10 gols marcados e nenhum sofrido. O Catar não se classificou para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, e é a única equipe já garantida no Mundial de 2022, justamente por ser o anfitrião.

O Chile vem ao Brasil para defender o seu bicampeonato da Copa América. Campeão pela primeira vez em 2015, jogando dentro de casa, La Roja repetiu a dose no ano seguinte, na edição centenária do torneio continental, nos Estados Unidos.

Nas duas oportunidades, o Chile teve o mesmo adversário na final: a Argentina. Estes foram os dois primeiros títulos da seleção na Copa América. Mas o bom desempenho no torneio não se repetiu nas Eliminatórias. Em uma disputa muito equilibrada, o Chile acabou ficando de fora da Copa do Mundo da Rússia, em 2018, e tenta recuperar sua boa forma na Copa América.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também