Top Ms

Capital acorda com calor 'infernal' e clima seco nesta quarta-feira

As altas temperaturas registradas no MS estão associadas a uma grande massa de ar quente e seca que predomina em todo o Brasil Central

11 SET 2019Luis Abraham07h30min
Foto: Wesley Ortiz

A quarta-feira (11) começa com previsão de baixos índices de umidade relativa e deve despencar para até 10% em todo o Mato Grosso do Sul. A Defesa Civil emitiu alerta com cuidados para a população como “aumentar a ingestão de água, fazer refeições leves e mais frequentes, evitar exposição ao sol, e usar protetor solar”, diz a mensagem disparada para os números cadastrados no sistema de aviso do órgão que atua em ações preventivas.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) a umidade do ar ideal é entre 60% e 80%. Porém, as altas temperaturas registradas em Mato Grosso do Sul reduzem esse patamar a níveis de críticos, exigindo os cuidados mencionados pela Defesa Civil.

As altas temperaturas registradas no MS estão associadas a uma grande massa de ar quente e seca que predomina em todo o Brasil Central e faz com que as temperaturas ultrapassem os 40ºC, segundo a coordenadora do Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), Franciane Rodrigues. “Esse sistema denominado anticiclone a médios níveis, impede a formação de nuvens de chuva, reduz a umidade e eleva as temperaturas”, explica.

Além da baixa umidade e máxima de 43°C previstas pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a quarta-feira será de tempo firme em grande parte do Estado e o céu fica parcialmente nublado nas extremo sul e sudoeste. Já nas demais áreas o céu permanece claro com névoa seca. No período da manhã, a temperatura deve ser mais amena, em torno dos 20°C e a umidade do ar fica em torno de 65%.

Na Capital, o tempo permanece claro com névoa seca e baixa umidade. Os termômetros registra mínima de 23°C e umidade do ar em 45% no início do dia, a máxima deve batter 38°C com índices de umidade em 15% nas horas mais quentes. Confira a previsão em todo o Mato Grosso do Sul no mapa elaborado pelo Cemtec.

(Foto: reprodução/Cemtec)

Deixe seu Comentário

Leia Também