Governo assina convênio de R$ 1,7 milhão e Unidade do Trauma ganha mais 180 cirurgias

Repasses estavam atrasados desde o mês de abril, causando uma crise financeira

12 JUL 2019Maressa Mendonça13h20min
Convênio vai garantir funcionamento integral do hospital do traumaFoto: André de Abreu

Os secretários estadual e municipal de Saúde e a direção da Santa Casa assinaram, nesta sexta-feira (12), um convênio para garantir o repasse mensal de R$ 1,7 milhão para a Unidade do Trauma.

Este valor, somado aos R$ 1,1 milhão da União, deve garantir orçamento de pouco mais de R$ 2,8 milhões por mês e a ampliação para mais 180 cirurgias, sendo 20 de alta complexidade e 160 de média. 

Durante a assinatura do convênio, o presidente da Santa Casa, Esacheu Nascimento, esclareceu ser um valor bem abaixo do esperado para o funcionamento da unidade, mas, se demonstrou satisfeito com a assinatura. “É um valor insuficiente para atender toda a capacidade de serviços, mas, é o que temos para hoje”. Segundo ele, a ortopedia corresponde a 56% de toda a atividade realizada na Santa Casa. 

O secretário de Estado de Saúde Geraldo Resende completou ser um dia histórico a assinatura deste contrato em que “o grande vitorioso é o usuário do SUS”. Opinião semelhante foi dada pelo secretário municipal de Saúde, José Mauro Pinto. 

Quando a unidade do trauma foi inaugurada o orçamento necessário para o pleno funcionamento ficou fechado em R$ 6 milhões. O Governo Federal se comprometeu a enviar mensalmente pouco mais de R$ 1 milhão. Esse dinheiro seria para o custeio da unidade, incluindo pagamento de médicos, mas nunca foi repassado. 

O problema do atraso do repasse teria relação com a Prefeitura, a responsável por fazer todo e qualquer pagamento para a Santa Casa. Os representantes do município não queriam entregar dinheiro nenhum sem a assinatura de um contrato. Com este convênio firmado hoje o dinheiro enviado pela União e retido desde abril deverá ser repassado de forma integral. 

Novas discussões sobre o funcionamento da unidade do próprio hospital devem ocorrer em novembro, quando ocorrem as negociações sobre o contrato da Prefeitura com o Hospital.

Deixe seu Comentário

Leia Também