COLUNA

Reflexões

Marcelo A. Reis

Eu amo o Bolsonaro X Eu odeio o Bolsonaro

Estamos assistindo uma ridícula novela, de péssima qualidade, em relação ao Presidente da República

27 AGO 2019 Marcelo A. Reis 08h12min

Estamos assistindo uma ridícula novela, de péssima qualidade, em relação ao Presidente da República. Inexiste racionalidade. 

Os que são contra e os à favor apresentam um festival de asneiras e insanidades com os argumentos mais absurdos e irracionais para embasarem suas respectivas posições. Assusta-me, sobremaneira, a ausência de posturas serenas, civilizadas e voltadas aos reais interesses do País. SEM fazer apologia deste ou daquele segmento, acho o caso dos incêndios da Amazônia exemplar. 

São uma tragédia antiga. Tal não justifica qualquer leniência com quem prática. Temos que ter medidas concretas e objetivas visando ao efetivo combate a tais ações. Não há como acusar o atual Governo de leniência e/ou cumplicidade. É hora de somar forças em defesa do meio ambiente e da integridade nacional. 

Acreditar que as potências europeias, colonialistas de longa tradição, subitamente se tornem paladinos da proteção ambiental e dos Direitos dos Povos Indígenas. A França arrasou a Africa Equatorial/Africa Ocidental e até hoje pratica as maiores barbaridades na região, e repentinamente está preocupada com a mata e com os habitantes das florestas...

É ser inocente do tipo que acredita em Papai Noel e no Coelhinho da Páscoa ou então está acumpliciado com os mega interesses internacionais que há mais de cem anos querem se apossar da Amazônia. 

Está certo Bolsonaro quando fala das, mais de cem, ONGs que atuam lá. Interessam-lhes APENAS os recursos MINERAIS. 

Há dias postei nas Redes Sociais uma matéria, que recebi de amigos, sobre o Gaúcho de São Gabriel, Plácido de Castro, o Herói do Acre. Muito mais do que propiciar a anexação/integração daquela área ao Brasil, bloqueou/vedou o acesso do Bolivian Syndicate ao território amazônico. Impediu a internacionalização! 
Não quero ater-me a mimi de que Bolsonaro é isso ou aquilo.  

Temos que ter claro que as garras internacionais, travestidas de belas e humanitárias intenções estão mais do que nunca afiadas e buscando o pretexto e a forma de concretizarem uma intervenção/internacionalização. 

Lembro-me quando o General Augusto Heleno, um dos mais completos quadros das Forças Armadas, à época Comandante Militar da Amazônia, denunciava a equivocada Política Indigienista/Meio Ambiente que vinha sendo praticada. 

À pretexto de coibir a "intervenção de militares na Política" foi exonerado...

É o Brasil!

Combatamos os destruidores do Meio Ambiente. 

Resistamos aos que querem dilacerar o Território Nacional.

Espero que os brasileiros caiam na real e entendam a necessidade de de termos Forças Armadas treinadas, equipadas e aptas para atuarem onde quer que o interesse nacional assim o determine. 

Eu amo o Brasil...

Chega de "mimimi"!

Até a próxima

 

Deixe seu Comentário

Leia Também