Abertas vagas para empreendedores nas incubadoras municipais

Atualmente, existem vagas disponíveis em três incubadoras e o processo de inscrição é simples

21 FEV 2019PMCG11h24min
Foto: PMCG

Quem quer se arriscar a empreender nas áreas têxtil e de confecções, de artefatos de couro, tecnológica ou de alimentos para consumo humano as incubadoras municipais estão com vagas abertas.

Os editais de fluxo contínuo para chamamento dos empreendedores estão abertos, aguardando interessados no processo para seleção de empreendimentos e/ou empresas para o Sistema Municipal de Incubação de Empresas (SMIE).

Atualmente, existem vagas disponíveis em três incubadoras e o processo de inscrição é simples devendo ser feito pelo próprio candidato ao empreendimento.

Os são editais de fluxo contínuo, isto é, foram lançados no início de fevereiro e estarão abertos praticamente o ano todo, até outubro de 2019. Dessa forma, o processo para preenchimento de vagas torna-se mais rápido e prático uma vez que não será necessária publicação de novos editais. Assim que forem surgindo novas vagas serão convocados outros empreendedores para o processo de seleção.

Vagas disponíveis

Os editais são destinados para seleção de propostas aos interessados em desenvolver projetos nas incubadoras:

Incubadora Municipal Mário Covas (têxtil e confecções); a modalidade oferecida é a de incubação residente. Rua Leandro da Silva Salina, 668 – Bairro Mário Covas.

Incubadora Francisco Giordano Neto (tecnológica); modalidades oferecidas são as de incubação residente e incubação compartilhada. Rua Marquês de Leão, 1214 – Bairro Estrela Dalva.

Incubadora Francisco Giordano Neto (artefatos de couro); modalidade oferecida é a de incubação residente. Rua Marquês de Leão, 1214 – Bairro Estrela Dalva.

Incubadora Norman Edwards Hanson (Alimentos para Consumo Humano); modalidades oferecidas são as de incubação residente e incubação virtual (à distância). Av. Gal. Alberto Carlos de Mendonça Lima nº 2251, Bairro São Conrado.

Critérios

No processo de seleção de novos incubados são usados como critérios: a) potencial mercadológico, viabilidade técnica, econômica e financeira do empreendimento; b) capacidade técnica e empreendedora da equipe responsável pelo empreendimento; c) grau de inovação dos produtos, processos ou serviços a serem oferecidos; d) processo de produção não poluente; e) potencialidade de geração de emprego e renda na região onde está inserida a incubadora.

Cada um dos cinco critérios para avaliação tem um peso específico e será aprovado pela comissão avaliadora o empreendimento que atingir no mínimo 60% da nota máxima.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Top Comunicaçao