Atleta trans vira fenômeno do atletismo universitário nos EUA

A polêmica foi instaurada pois ainda não está claro se os níveis hormonais da atleta estão dentro das regras

29 MAI 2019Reprodução/Extra Online07h45min
Foto: Reprodução/Extra Online

Aos 21 anos, CeCe Telfer é um fenômeno no atletismo universitário dos Estados Unidos. A corredora trans tem demolido recordes representando a Franklin Pierce University. Mas o burburinho é outro no país: apenas um ano após parar de competir entre os homens - usando seu nome Craig -, ela tem os resultados contestados. Telfer já se destacava nas divisões masculinas da NCAA (a confederação nacional do esporte universitário nos EUA), portanto, em sua transição para o esporte feminino já eram esperados resultados expressivos.

Em seu site oficial, a Franklin Pierce, por meio de seu departamento atlético, divulga que CeCe disputará as competições nacionais - onde apenas os atletas melhores ranqueados se encontram - em duas provas: os 200m rasos e os 60m com obstáculos. O anúncio destaca que Telfer, com 24s08, tem o melhor tempo do ano nos 200m, conquistado em uma prova pela Conferência Nordeste da NCAA.

Na tarde de ontem, CeCe Telfer venceu os 400m com obstáculos e se sagrou campeã nacional com 57s53, o melhor tempo de sua carreira. Seus resultados ajudaram sua universidade a conquistar a melhor performance da história de sua conferência, um sexto lugar em toda a nação. A NCAA permite que homens biológicos disputem com mulheres desde que mostrem índices de testosterona compatíveis em testes durante um ano. Como CeCe ainda não passou uma temporada completa disputando provas entre as mulheres, ainda não está claro se seus níveis hormonais estão dentro das regras.

Deixe seu Comentário

Leia Também